Ariana Grande
A cantora Ariana Grande (FOTO: Divulgação)

A cantora Ariana Grande estreou, nesta sexta (dia 13), o clipe mais artístico de sua carreira, “God Is a Woman”.

O vídeo foi dirigido pelo prestigiado Dave Meyers que já trabalhou com a cantora recentemente nos clipes de “No Tears Left To Cry” e The Light is Coming” e também nos clipes de “Where Have You Been” (Rihanna) e “Havanna” (Camila Cabello).

O clipe questiona a narrativa do mundo escrita do ponto de vista do homem, ideia que foi sedimentada através da Bíblia, cristianismo e das obras de arte religiosas. Ilustrando que Deus é mulher, Ariana Grande propõe uma releitura da história da humanidade, sob uma perspectiva feminina.

Confira todas as referências do clipe abaixo em onze etapas:

1-Vagina

Dias após postar no Twitter que “vagina é um privilégio”, a cantora coloca essa cena logo no começo do clipe. Ariana surge no meio de uma pintura, que remete ao órgão feminino.

2-O Pensador

No momento em que Ariana Grande desponta gigante, em preto e branco, com homenzinhos disparando xingamentos contra ela, há uma referência à escultura “O Pensador”, do artista Auguste Rodin. A cena ilustra como a mulher é rebaixada pela sociedade patriarcal contemporânea, mas a coloca em posição reflexiva, de superioridade.

3-Madonna e Cérberus

Ariana Grande presta uma homenagem à Madonna usando um sutiã de cone similar ao icônico adereço da Rainha do Pop na década em 1990. Vale destacar que a própria, Madonna que empresta sua voz em um momento do clipe, por si só já é considerada expoente do feminismo contemporâneo. Já os cães do clipe seriam Cérberus, o cão de guarda do mundo inferior para a mitologia grega. A criatura tem três cabeças e aparece atrás da cantora.

4-Bíblia

Uma das referências em que Ariana Grande é tratada como uma divindade, trazendo a criação do mundo no antigo testamento. Em tamanho gigante, a “deusa Ariana” aparece manipulando nuvens e o espaço, sentada acima do planeta Terra.

5-Toupeira

E qual seria o sentido da toupeira grunhindo? Um dos momentos mais curiosos do clipe é justificado pois, a toupeira representaria a figura masculina de uma maneira bestial. As toupeiras são criaturas solitárias e vale lembrar, têm a capacidade de cavar túneis subterrâneos, sendo consideradas uma praga agrícola. Um importante detalhe é que na época do acasalamento, os machos dão esses gritos agudos e escavam túneis para procurar as fêmeas.

6-Jardim do Éden

Mais uma referência ao cristianismo. Ariana Grande aparece em meio ao Jardim do Éden, o lugar para onde Deus mandou suas duas criações humanas, Adão e Eva. A cena valoriza a gestação, dom dado exclusivamente às mulheres.

7-Rômulo e Remo

No momento em que Ariana Grande está gigante e três homens mamam em suas tetas, a estátua medieval “Lupa Capitolina” é a referência. A escultura italiana na qual os irmãos Rômulo e Remo, figuras mitológicas da fundação da cidade de Roma, se amamentam em uma loba. De acordo com a lenda, os bebês foram jogados no rio Tibre e salvos por essa loba, que cuidou deles.

8-Santíssima Trindade

O gesto que Ariana Grande faz com a mão também chama atenção, mas nesta cena muitos detalhes também geram referências a grandes signos. A artista desponta no meio de um triângulo, com o Sol e a Lua gravitando ao seu redor. A figura de três lados faz referência à Santíssima Trindade. Com os planetas ao seu redor, mais uma vez Ariana se coloca como Deus estando no centro do Universo.

9-Pulp Fiction

No trecho em que Ariana Grande dubla um monólogo, narrado por Madonna, o discurso foi retirado do filme “Pulp Fiction” (1994) de Quentin Tarantino. No discurso que na verdade é uma citação bíblica, o gênero masculino é substituído pelo feminino.

“E eu irei atacar, com vingança e uma raiva furiosa, todos aqueles que tentarem envenenar e destruir minhas irmãs. E vocês saberão que meu nome é Senhor quando eu liberar a minha vingança sob vocês”.

10-Panteão

Todo o discurso proferido por Madonna é ouvido dentro do Panteão, em Roma. O local é uma igreja dedicada à “Santa Maria e os Mártires”.

11-A Criação de Adão

No final do clipe, Ariana dialoga com o afresco “A Criação de Adão”, pintado por Michelangelo na Capela Sistina. Só que na versão da cantora, a criação é de Eva: todas as figuras masculinas são substituídas por femininas. A cantora já tinha feito uma referência similar no MET Gala deste ano, quando usou um vestido estampado com a pintura “Juízo Final”, peça também pintada por Michelangelo na mesma Capela Sistina.