bono vox
(FOTO: Reprodução)

No último domingo (dia 28) os brasileiros tiveram o resultado do segundo turno das eleições presidenciais, elegendo Jair Bolsonaro (PSL) com 55,1% dos votos. Bono, da banda U2, fez questão de fazer um pronunciamento sobre a vitória do candidato brasileiro durante um show realizado da Irlanda do Norte também no domingo.

Caracterizado como o alter ego diabólico Mr MacPhisto antes de tocar a canção “Acrobat”, o cantor irlandês fez um discurso onde mencionou o novo presidente brasileiro, além de Donald Trump e Rodrigo Duterte, comandante nas Filipinas. Ao comentar sobre Bolsonaro, Bono declarou:

200 milhões de pessoas estão prestes a ver seu carnaval virar um desfile militar por um homem de nome Capitão Bossa Nova… Bolsonaro, não esqueça o nome. Tantos nomes diferentes, mas só uma face: a minha. É quando você não acredita que eu existo que eu faço meu melhor trabalho.

Num vídeo filmado por um fã é possível ouvir pessoas da plateia gritando em apoio ao discurso de Bono Vox. Em determinado momento, um homem fala em inglês: “foda-se o Bolsonaro”. Assista abaixo:

Bono do U2 revela que quase morreu recentemente

Bono Vox, vocalista da banda irlandesa U2, deu uma entrevista do jornal The Sunday Times, onde comentou sobre um momento bastante particular de sua vida em 2016 quando chegou a refletir sobre sua própria mortalidade. “Eu quase deixei de existir. Foi algo muito sério. Agora eu estou melhor, mas não estava nada bem”, afirmou o cantor, sem dar maiores detalhes sobre qual problema de saúde enfrentou.

“Ou você tem um episódio como este para enxergar sua própria mortalidade ou alguém próximo de você tem. Chega um ponto da vida em que você precisa fazer perguntas sobre onde você está indo”, afirmou o músico.

As pessoas têm estes momentos onde lidam com a extinção de suas vidas. Pode ser algo psicológico ou físico. E sim, para mim foi físico, mas eu me poupei da parte dramática desta novela”.

VEJA TAMBÉM: Após internação, MC Gui recebe alta do hospital

Vale lembrar que Bono nos últimos anos passou por dois “sustos”. No ano 2000, ele foi examinado com suspeitas de um câncer na garganta e felizmente o quadro da doença acabou não se confirmando. Já em 2015, o vocalista do U2 foi levado às pressas ao hospital após uma queda de bicicleta em Nova York. Na época, ele acabou tendo fraturas no rosto e no ombro.

Mais recentemente, Bono foi obrigado a abandonar um show do U2 na Alemanha, após perder sua voz após apresentar quatro músicas durante um show. “Eu já tive vários sinais de alerta. Alguns socos nos últimos anos. Foram alguns cochichos que ouvi e deveria ter levado em consideração”, afirmou.

O líder do U2 utilizou uma metáfora para ilustrar como se sentiu após o episódio onde ficou afônico. “Foi a primeira vez que dei com os ombros na porta e ela não abriu. Senti Deus dizendo: ‘Na próxima vez, tente bater ou use a maçaneta. Não use seu ombro porque você vai quebrá-lo”. Bono ainda explicou que as turnês acabam demandando muito de sua energia. “Eu não consigo fazer mais tantas coisas quanto antes”.