costume blues
(FOTO: Reprodução)

Você já pensou o que daria a mistura do blues norte-americano com o baião de Luiz Gonzaga e o rock da Jovem Guarda? Esta é a sonoridade do grupo Costume Blue com o álbum “Ausência”, o segundo da carreira da banda. O grupo é formado por integrantes que foram influenciados pelos mais diferentes gêneros musicais. 

Enquanto o vocalista Marcelo Bulhões, traz o sangue nordestino na veia, Cristiano Araújo é um baterista apaixonado por heavy metal. Somam-se aos dois, a ousadia do tecladista Ricardo Marins, a pegada soul de raiz de Celso “Blues” Ferreira no baixo, e a experiência do produtor Alessandro Sá. Para os shows, o grupo Costume Blue conta com a guitarra do também experiente Rodney Nascimento. 

A mescla de diferentes estilos da Costume Blues reflete diretamente nas 14 músicas do disco “Ausência”, a maior parte escrita pela dobradinha Marcelo Bulhões-Cristiano Araujo. A entusiasmada “Fogo”, composição que contou com a mão de Ricardo Marins, tem forte influência nos blues do Mississipi, flertando com a nostalgia do rockabilly e até mesmo com o baião. “Nunca precisamos fazer esforço para essas combinações, para forçar a costura. Já estava tudo ali, fundido“, afirma Marcelo Bulhões. 

VEJA TAMBÉM: Dua Lipa luta contra ciborgue no clipe de “Swan Song”

O estilo musical surgido no fim do século 19 também se faz presente na balada “Se Viesse Voltar”, enquanto a imagem do sertão e agreste nordestinos aparecem em “Fuligem” e “Entulho do Tempo”. Impossível? Não para a banda Costume Blues que bebe da fonte do blues para experimentar e criar uma sonoridade bastante particular e peculiar. 

“Acho que se alguém quiser classificar nossas composições pode chamar de blues-baião, rock-aboio, rock-xote ou balada-blues-canção-jovem-guarda”, afirmou o baterista Cristiano Araujo. 

Do disco “Ausência”, a banda gravou um videoclipe para a canção “Febre”, com cenas captadas em pontos turísticos da cidade de São Paulo como a praça da Sé, a avenida Paulista e a rua Augusta. “A ideia do clipe era traduzir em imagens um estado febril, angustiado e mesmo paranoico na metrópole”, diz o peruano Rubén Romero, diretor do videoclipe.

“Ausência” (independente) será lançado nas plataformas digitais e em formato físico em 6 de fevereiro. No mesmo dia, a banda Costume Blue fará um show no Sesc Bauru, no interior paulista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui