Lady Gaga
A cantora Lady Gaga (FOTO: Divulgação)

A cantora Lady Gaga utilizou o seu Twitter para pedir desculpas aos fãs por sua colaboração com o cantor R. Kelly. Os dois chegaram a gravar juntos a faixa “Do What U Want”, lançada no disco “ARTPOP”, de Gaga, ainda em 2013.

A cantora publicou o seu pedido oficial de desculpas, que inclui uma confirmação de que nunca mais pretende trabalhar com R. Kelly. O rapper segue cercado de diversas acusações sobre um suposto caso de assédio e abuso sexual. A polêmica envolvendo o músico inclui denúncias de garotas que seriam menores de idade na época dos incidentes. Todos os depoimentos serão trazidos à tona pela série documental “Surviving R. Kelly”.

Gaga explica que “apoia essas mulheres [que denunciaram R. Kelly] 1000%”. “Eu acredito nelas, sei que elas estão sofrendo e machucadas, e sinto fortemente que suas vozes precisam ser ouvidas e levadas a sério”, acrescentou. “O que eu estou ouvindo sobre R. Kelly é horrível e indefensável”.

A artista ainda lembra que ela mesma foi uma vítima de assédio sexual. Gaga revelou em diversas ocasiões que foi assediada aos 19 anos por um executivo da indústria, sem revelar o seu nome.

“Eu fiz a canção e o vídeo [de ‘Do What U Want’] durante uma época sombria na minha vida. Minha intenção era criar algo extremamente desafiador e provocativo, porque eu estava furiosa e ainda não tinha processado o trauma que ocorreu em minha vida. A canção se chama ‘Faça o que Quiser (Com o Meu Corpo)’, acho que isso deixa claro o quanto o meu pensamento estava perturbado na época”, explicou.

O clipe de “Do What U Want”, em que Gaga e R. Kelly apareciam num cenário projetado com manchetes negativas sobre a cantora. Vale lembrar que o prestigiado fotógrafo Terry Richardson, que também foi acusado de assédio sexual, foi quem dirigiu o videoclipe da cantora.

VEJA TAMBÉM: Ingressos para turnê das Spice Girls são revendidos a mais de R$4.700

“Se eu pudesse voltar no tempo e conversar com a versão mais jovem de mim mesma, eu diria para ela ir à terapia, para entender o estado pós-traumático em que estava”, revelou Gaga. “Eu não posso voltar no tempo, mas posso continuar apoiando homens, mulheres e pessoas de todas as identidades sexuais e etnias que sofreram assédio sexual”.

A cantora ainda explica que já deu suporte à causa em outros momentos. Um dos momentos mais marcantes de sua carreira, vale lembrar, é a apresentação da música “‘Till It Happens to You”, canção que foi trilha do documentário “The Hunting Ground” (cujo tema é o estupro recorrente nas universidades norte-americanas). A apresentação aconteceu no Oscar 2016, onde Lady Gaga foi acompanhada no palco por inúmeras vítimas de abuso sexual.

Eu estou dividindo isso com vocês não para inventar desculpas para mim mesma, mas para explicar. ‘Até acontecer com você, você não sabe como é’“, acrescentou, mencionando o refrão da canção. “Eu sei como eu me sinto agora. Eu pretendo tirar ‘Do What U Want’ do iTunes e dos serviços de streaming, e nunca mais trabalharei com ele novamente”.

“Eu sinto muito, tanto pela minha decisão horrível quando era mais jovem, quanto por demorar tanto para falar sobre isso. Eu amo vocês”, explicou Lady Gaga.