Michael Jackson
O cantor norte-americano Michael Jackson (FOTO: Reprodução_

Em seu novo livro de memórias intitulado “Me”, Elton John mostra como sua percepção em relação a Michael Jackson mudou após suas primeiras interações com o Rei do Pop. O astro britânico confessa que ele achava que Michael estava “genuinamente doente mental” nos últimos anos, relata o TMZ.

Eu conhecia Michael desde os 13 ou 14 anos … Ele era o garoto mais adorável que você poderia imaginar“, escreveu Elton. “Mas em algum momento nos anos seguintes, ele começou a se afastar do mundo e da realidade como Elvis Presley.”

Elton passa a associar subconscientemente o suposto estado mental de Jackson, mais tarde em sua vida, com uma condição desconhecida “acontecendo em sua cabeça” ou um problema com medicamentos controlados que ele supostamente passou a ter.

VEJA TAMBÉM: Marília Mendonça e equipe poderão ter que arcar com roubos e violência em show de BH

“Deus sabe o que estava acontecendo em sua cabeça, e Deus sabe com quais medicamentos prescritos ele estava sendo bombardeado, mas toda vez que eu o vi nos últimos anos, saí pensando que o pobre rapaz havia perdido totalmente seu tico e teco”, continua Elton . “Não quero dizer isso da maneira alegre. Ele estava genuinamente doente mental, uma pessoa perturbadora por perto.” John também escreve que Michael Jackson “parecia não conseguir se comportar na companhia de adultos”.

No início deste ano, o filme biográfico Rocketman foi lançado e contou a história de John, mas apenas em linhas gerais. Suas memórias parecem se aventurar ainda mais com detalhes inéditos na nova autobiografia do astro britânico. “Me” será lançada em 15 de outubro.