anitta
A cantora carioca Anitta (FOTO: Reprodução)

Lançada em julho deste ano, “Muito Calor”, parceria de Ozuna com Anitta, era, supostamente, um single do terceiro álbum de estúdio do cantor, “Nibiru”. Contudo, ao ser lançado na madrugada desta sexta-feira (dia 29), o projeto não trazia mais a parceria com a cantora brasileira.

O modesto número de execuções da canção nas plataformas digitais pode ter influenciado na decisão da gravadora. A canção até ganhou um clipe sensual gravado no Rio de Janeiro, mas acabou por não causar grande repercussão entre o público, feito raro entre os clipes de Anitta.

No YouTube, o clipe gravado no Rio de Janeiro também acumula baixa popularidade, com 40 milhões de visualizações, números considerados modestos para o padrão de Ozuna, que possui sete vídeos acima de 1 bilhão de views na plataforma.

VEJA TAMBÉM: Vídeos sensuais de Anitta são publicados em site pornô

Fãs ainda perceberam outra novidade: o porto-riquenho deixou de seguir a brasileira no Instagram e muitos seguidores especularam se o astro latino teria entrado para a “longa lista de cantores com quem Anitta já brigou”. Confira alguns comentários abaixo:

Vale ressaltar, porém que Ozuna teria dado unfollow em outros cantores latinos também como J Balvin e Maluma, o que pode descartar a teoria de briga com a brasileira. Outro detalhe que chama atenção é que após mudanças no projeto, o astro porto-riquenho manteve somente parcerias masculinas em seu álbum. Nomes como Cardi B e Becky G, que chegaram a ser ventiladas no projeto também ficaram de fora.

Ouça o álbum “Nibiru”: