juice wrld
O rapper norte-americano Juice WRLD (FOTO: Reprodução)

O jato particular do rapper Juice WRLD que voou para Chicago estava carregado com nada menos que 31 quilos de maconha. Policiais relataram ainda que as pessoas no avião disseram que o rapper chegou a tomar várias pílulas antes de sofrer as convulsões que ao que tudo indica causaram sua morte.

Fontes policiais dizem ao TMZ que o FBI confiscou o enorme estoque de maconha presente em várias malas que estavam a bordo do voo. O portal de notícias sobre famosso publicou uma foto da maconha apreendida e da bagagem no terminal de jatos particulares de Midway.

De acordo com a polícia, vários membros da equipe de Juice WRLD a bordo do voo – que aterrissou por volta da 1h de domingo – disseram que Juice havia tomado “várias pílulas desconhecidas” antes dele ser levado às pressas para um hospital.

Além disso, o TMZ informa que segundo uma fonte próxima de Juice, o rapper de 21 anos tinha um problema com Percocet (oxicodona), um remédio que é considerado um dos mais viciantes e perigosos do mundo. As fontes policiais também afirmaram que um frasco de xarope para tosse com codeína foi encontrado no avião.

A causa da morte de Juice não foi determinada e um médico legista de Cook County fará uma autópsia nesta segunda-feira.

Nascido em Chicago como Jarad Anthony Higgins, o rapper lançou o primeiro álbum no ano passado, chamado “Goodbye & Good riddance”, que incluía os singles “All girls are the same” e “Lucid Dreams”.

No mês de março, o álbum “Death Race for Love” alcançou o primeiro lugar na lista Billboard 200, que determina semanalmente os álbuns mais vendidos nos Estados Unidos.

VEJA TAMBÉM: Vídeos sensuais de Anitta são publicados em site pornô

No começo da semana passada, o Spotify anunciou que o rapper estava entre os cinco artistas masculinos mais escutados nos EUA ao longo deste ano.

Vale ressaltar ainda que a morte do rapper, noticiada neste domingo (8) pelo site americano TMZ, deixou na memória de fãs um verso específico de uma de suas músicas. “O que é o clube dos 27? Nós não estamos nem conseguindo passar dos 21.”

Foi justamente com 21 anos que o cantor de Chicago (EUA) morreu após sofrer a convulsão no aeroporto, segundo a publicação americana.

Em “Legends”, faixa do EP “Too soon” (“cedo demais”, na tradução para o português), o músico menciona as partidas também precoces de Lil Peep e XXXTentacion, que faleceram em 2017 e 2018, respectivamente.

O primeiro também tinha 21 anos e o segundo, 20. “Todas as lendas estão despencando do topo. Triste realidade, jovens morrendo, juventude demoníaca”, diz a letra da música.