mc mineiro
O músico MC Mineiro (FOTO: Reprodução)

Questão bastante discutida na atualidade, um problema de saúde mental voltou a tirar a vida de um artista e de maneira trágica. O rapper MC Mineiro, nome marcante na cena paulista, faleceu aos 23 anos de idade durante uma live no Instagram para os fãs. As informações são do site Extra.

O músico estava enfrentando um quadro grave de depressão e falou sobre os problemas para os fãs em mensagens publicadas nas redes sociais nos últimos tempos. Confira algumas delas abaixo:

Alguns dias antes do seu suicídio, no dia 13 de dezembro, o músico também usou as redes sociais para comemorar o seu aniversário. “Graças a Deus primeiramente mais 1 ano de vida concluído, mais 1 ciclo de sonho alcançado, e com esse ano veio dores, sorrisos, (frustrações) e conquistas sem contar todo o aprendizado. Venho pra esse novo ciclo com uma experiência maior que a anterior na esperança de um dia brilhar ao sol. Obrigado a todos que fizeram parte da minha vida esse ano positiva e negativamente pois todas as experiências me fizeram um homem melhor. Espero de coração que um dia todos sejamos luz. Obrigado Deus por tudo“.

VEJA TAMBÉM: MC Gui é acusado de maltratar outra criança com câncer

O rapper Emicida também lamentou a morte precoce do jovem nos comentários da publicação: “Muita força para os amigos, família e fãs do MC Mineiro. História triste demais”.

Nascido Guilherme Rodrigues, o músico era conhecido nas Rodas de Rimas de São Paulo e, em seu perfil nas redes sociais, com mais de 10 mil seguidores, compartilhava poesias sobre morte e tristeza, além de outros assuntos.

Amigos e familiares fizeram uma vaquinha online para ajudar com os custos do funeral do artista, que ocorreu nesta segunda-feira, às 16h, no Cemitério Nova Cachoeirinha, em São Paulo.

O Extra e demais veículos que noticiaram o caso, não chegaram a informar de qual maneira o músico conseguiu tirar sua própria vida.

Suicídio

O suicídio é considerado pelo Ministério da Saúde como um problema de saúde pública, complexo, multifacetado e de múltiplas determinações, que pode afetar indivíduos de diferentes origens, classes sociais, idades, orientações sexuais e identidades de gênero.

Todos os anos, cerca de 800 mil pessoas morrem por suicídio no mundo, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde). No Brasil, uma pessoa morre por suicídio a cada hora, enquanto outras três tentaram se matar sem sucesso no mesmo período.

O assunto é tão complexo que muitas pessoas evitam falar a respeito, o que nem sempre é a melhor decisão. Um problema dessa magnitude não pode ser negligenciado, pois sabe-se que o suicídio pode ser prevenido.

Uma comunicação correta, responsável e ética é uma ferramenta importante para evitar o efeito contágio.