silvio santos
O apresentador carioca Silvio Santos (FOTO: Reprodução)

Novamente, o Programa Silvio Santos e seu apresentador estão no olho do furacão em meio a uma acusação de preconceito nas redes sociais. Agora, o caso aconteceu durante o quadro “Quem Você Tira?”, onde cantoras competiram pela preferência do público interpretando a mesma música.

Uma das competidoras chamada Jennyfer Oliver, que é negra, venceu a votação na preferência do público com folga. Porém, o apresentador Silvio Santos fez sua própria escolha entre as quatro artistas, dando R$ 500 adicionais para a competidora Juliani, que tem pele branca.

Usuários nas redes sociais, estão acusando o apresentador de racismo contra a competidora. No seu Instagram, Oliver se manifestou sobre o assunto, evitando o termo, porém admitindo que se sentiu “constrangida”, especialmente em outro momento, quando Silvio Santos interrompeu sua apresentação.

“Eu jurava que ia ser editado e eles iriam pular essa parte que ele me barrou de cantar a música. Em momento algum eu postei nada, falando que ele foi racista comigo ou algo do tipo, mas as pessoas sentiram. Em nenhum momento eu me fiz de vítima, mas eu me senti super constrangida pela situação”, relatou a cantora, que responsabilizou a produção do programa pela escolha das músicas.

VEJA TAMBÉM: Vídeos sensuais de Anitta são publicados em site pornô

“Me senti prejudicada”, continuou. “Era para ser um programa de cantoras e sermos avaliadas pela qualidade vocal. Mas, infelizmente, no Brasil são poucos os programas que levam em consideração a qualidade”, continuou. “O quadro era para cantoras, não para beleza. Todas as meninas eram lindas, todas cantavam muito bem. Não é um programa de televisão que vai qualificar quem era melhor ou não”, afirma.

Apesar da grande repercussão do caso, Jennyfer descarta a possibilidade de processar Silvio Santos. “O Silvio vai continuar rico, podre de rico, não vai adiantar nada brigar pelo que achamos que está certo”, admitiu a cantora, temendo perder futuros trabalhos caso entre na Justiça contra o apresentador.